ZOIANDO

quinta-feira, 30 de março de 2017

SAI COM UM HOMEM


Eu acho que eu sempre soube do que eu gostava, lembro-me de olhar com outros olhos para os amigos na pré adolescência, e pensava comigo mesmo “mas como assim?” Eu acho que a gente sempre sabe que é gay. Não, naquela época eu não sabia ou ainda não tinha ouvido falar falar sobre a homossexualidade. Gay pra mim era apenas uma palavra, assim como bichinha. Mal sabia eu que aquilo que eu estava fazendo com o Robson era “ser bichinha”. O tempo passou e na Serra me veio a constatação, eu sou gay, e agora oque fazer? Simples não fiz nada, nunca me atrevi a nada mesmo sabendo que alguns curtiam, seja por medo, vergonha, não sei... E se descobrirem? Hoje 19 anos depois ainda estou nessa, só que com menos medo,apenas esperando esse dia.


Mês passado (dia 22), assim como já tinha feito antes e quebrado a cara, marque novamente com um cara. Começamos a conversar no Manhunt quase a meia noite do dia anterior, virou a noite e ele me pede o whatsapp, ah, é só mais um! amanhã ele nem saberá que eu existo e logo excluirá o número, passei! (detalhe, eu já tinha conversado com ele antes no site, sobre o que? Só ele e Deus sabem!!!) Começamos a trocar mensagens das 00h38 a 02h00 e fui dormir, de manhã ele me mandou mais mensagem e depois fotos pelado (eu retribui). Curti o Renan de primeira, ele é um quarentão simpático e bom de papo (apesar de alegar ser tímido) Ele me falou que não é assumido e que a princípio não queria nada sério, o que tinha a perder? Peguei o meu boné e sai (detalhe, era pra eu tá lá antes das cinco pois ele iria trabalhar) Cheguei lá às 16h15.


Com o nervosismo passei do ponto e tive que voltar caminhando, cheguei na portaria e me anunciei (teimava a garoar e as minhas pernas estavam tremendo de nervosismo) Entrei no elevador gelado, as mãos suavam, a partir daquele momento eu tinha a certeza que um bolo eu não levaria mais, o elevador parou no décimo e último andar, me pus de pé em frente ao número 101 e toquei, naquele momento passou um filme na minha mente e veio a perguntas, o que eu estou fazendo aqui? Mas logo foi passou assim que a porta se abriu. Fiquei sem reação, ele me mandou entrar e ao perceber o meu nervosismo me ofereceu água (tomei, é claro) Me impressionei, o Renan é muito mais bonito pessoalmente que em fotos, que gato, casaria ali mesmo…(risos)


Ele me convidou a subir para o quarto de hóspedes, chegando lá me levou a varanda e depois sentamos na cama, ele ensaiou uma massagem (em vão, o nervosismo estava a mil) Foi quando ele propôs que eu saísse do quarto e ensaiamos a minha chegada novamente (e eu cai nessa) A o abrir a porta o cara tava pelado de pau duro e foi logo me abraçando (gelei, uma mistura de tesão com nervosismo tomou conta do meu corpo). Sempre tinha sonhado com aquele dia, ter um homem pelado na minha frente, ter aquilo tudo a minha disposição. Ele me abraçava e me beijava e eu só o seguia pois aquela era a minha primeira vez tão íntima de um homem, fomos pra cama. Fiz um oral nele, ele fez em mim (queria saber que foi a primeira pessoa que teve a ideia de chupar um pau, ela merece uma estátua) Fiz ele gozar chupando-o e como era de se esperar não gozei (quem me acompanha no cam4 sabe que raramente gozo) sou uma pessoa que só goza movido a muita paciência e tempo, e tempo é o que ele não tinha pois já passava das 17h00.


Descemos juntos até o ponto e ficamos de repetir a dose dias desses. No mesmo dia ele me mandou mensagens, e nos outros dois também. o que não contei é que ele iria passar o carnaval no Rio com um amigo e foi o que aconteceu (pensei, esse não verei nunca mais!) Do RJ ele continuava a me mandando mensagens só que uma ou outra perdida. Na volta a sampa passou se uma semana e ele me convidou novamente para um repeteco, eu é claro fui (dia 10-03 cheguei atrasado novamente, só que passamos mais tempo juntos) É muito bom estar com ele, me sinto uma outra pessoa, mas venho notando um certo distanciamento de sua parte, sou sempre eu que tomo a atitude de mandar mensagens, sempre parte de mim e isso me chateia muito (eu não estou pedindo nada, só demonstre interesse também) parece até que eu estou forçando, eu sei que não é nada sério, também sei que és ocupado mas porra!


No último dia 24 fui lhe fazer uma visita, foi bom e tudo, mas não foi como antes, ele tá distante, ele tá esquisito mas tudo bem, fiquei lhe devendo uma nova visita, e quem sabe passar uma noite, mas também não vou mandar mensagem, vou lhe esperar, mas acho difícil pois os seus únicos dias disponíveis são as quartas e sextas (no fim de semana ele some, o que faz? não tenho ideia, nem mensagens ele responde) Então é isso, futuramente falarei sobre os outros dois caras com quem também sai. Até a próxima.


Eu sou o pedro que não é Pedro, e esse foi mais um “OGM
Toda semana pela manhã, ou assim que possível
E nunca se esqueça, a gente se vê por aqui

quinta-feira, 23 de março de 2017

NÃO SOU MAIS VIRGEM?



Estou eu aqui mais uma vez para falar de macho, até porque é só sobre isso que eu falo mesmo! (parece até que eu entendo do assunto) o que bem poderia ser verdade, só que não! Tenho 28 anos e só agora (entende-se mês passado) foi que rolou o meu primeiro beijo (entende-se lambida) cá pra nós, aquilo não foi um beijo, eu deixei a boca entreaberta e o cara fez o serviço (ele me disse que foi bom, mas como dizem por aí, não se acredita em um homem de pau duro), dias desses eu relato esse acontecimento (sim, eu já tinha prometido na postagem anterior!) paciência.

A duas semana atrás ( resolvi sair do hiato por motivos já citados anteriormente, hoje estou aqui porque no último post foi me indagado algo que me fez pensar (não menosprezando os outros comentários, até porque os leio com muito carinho e atenção). Lá foi dito que se eu já tinha feito e recebido oral não poderia mais me classificar como virgem (será mesmo?) O que define de fato se uma pessoa é ou não virgem? Foi com essa pergunta que me aventurei nesse mundinho chamado internet. (fiquei mais confuso ainda) Sou de uma época que só existia sexo e ponto (no caso penetração). Mas como todos sabemos existem vários tipos de  práticas sexuais que vai da masturbação a penetração anal/vaginal, para muito o sexo oral não passa de preliminares (meu caso).

Não considero o oral como sexo dai ainda me considero virgem (respeito quem o considera como sexo) mas como blog é sobre mim nada mais justo que dar a minha opinião. Quem já conhece o blog sabe que me considero passivo, mas nem sempre foi assim, em um passado não tão distante me descrevia como versátil nas redes, mas com o passar do tempo é pra me poupar das explicações (quem me acompanha nas redes sabe que deixo o mais explicado possível logo no perfil pra deixar o “visitante” sabendo onde está se metendo). Neste tempos de versátil mais passivo ou versátil mais ativo, bi ativo ou bi passivo chega a me dá uma preguiça de tá explicando toda hora que ponho logo passivo e estamos certo, não que eu não vá fazer o papel de ativo nunca, eu não sei, depende do momento e da pessoa, eu não vou dizer nunca, longe disso, só que eu prefiro pau (pode ser que eu não goste de ser passivo, pode sim, mas hoje é assim que estou).

Então é isso queridos leitores, e pra vocês, o que de fato caracteriza como perda da virgindade? Não me venham com aquele papo do rompimento do hímen porque como deu pra perceber essa não é a minha realidade.

Eu sou o pedro que não se chama Pedro, e esse foi mais um “OGM
Toda semana pela manhã, ou assim que possível
E nunca se esqueça, a gente se vê por aqui

segunda-feira, 6 de março de 2017

PORQUE NÃO?


Em janeiro resolvi da um tempo de tudo isso que evoca a minha ereção, se você não sabe do que estou falando, aconselho que use o cursor e clique no link abaixo do título deste post, caso contrário, continuemos. Hoje estou voltando após cinco semanas (essa conta pode estar errada, mas dane-se), nestes dias que se passaram tirei pra refletir e meditar, fui voltando a os poucos no twitter, depois para no Skype e por último no Instagram (onde fui bloqueado novamente, e pra onde não voltarei, não como pedro, a partir de hoje só no perfil pessoal), fiz algumas transmissões no Cam4 (foram duas) na qual não me senti à vontade como antes e outra no Chaturbate (que também me bloqueou), no Xvídeos nunca mais postei nada, uso a conta apenas para curtir e comentar, não sei quando voltarei a postar algo novamente por lá.


Antes do hiato tinha pego alguns contatos e estava a conversar no whatsapp com alguns, a princípio todos muito bem compreensíveis e educados quanto a minha timidez e virgindade, conversas iam e conversa viam e foi aí que marquei com o Willian e deu no que deu. Os outros sumiram, alguns ficaram de me responder, outros ficaram de marcar, um me bloqueou e teve até quem marcou para nos conhecermos e nada (estou esperando até hoje, kkk). E sim, esse último foi o Willian novamente, resolvi dá uma segunda chance mesmo levando em conta o toco já tomado, e adivinha, levei um segundo! (bem feito, quem manda ser trouxa).


Depois de muita meditação e questionamentos cheguei a uma pergunta, “porque não?” Acho que essa é a resposta para todos os nossos problemas, às vezes a gente faz com que o problema pareça maior do que ele realmente é, e foi assim que no início de Fevereiro o Dani me chama no bate papo do manhunt, eu falei porque não? Começamos a conversar e como esperado, ele me chamou pra ir na casa dele e eu aceitei (detalhe ele morava em Jundiaí), ficamos de marcar e com o passar dos dias a gente passou a trocar fotos e até ai tudo bem, as fotos condiziam com a do perfil, só que tudo isso foi por terra quando ele me mandou a verdadeira foto dele (brochei na hora) e tão logo lhe bloqueei. Depois vieram outros como por exemplo o André (55) do Limão e o Felipe (35) do abc, esses dois caras tinham um papo bacana e tudo mas, pena que nunca mais me responderam. Já o Miguel (45 centro), o Luiz (65 - abc), e o Ricardo (32 - Itaquera) ficaram me devendo um encontro, acho que como o carnaval está aí e eles não podem perder uma oportunidade dessas de sair roçando por aí, e como no carnaval ninguém é de ninguém fui passado pra escanteio, mas tudo bem, vida que segue só que agora com menos contatos no celular.


Em meio a tudo isso, no finalzinho de fevereiro conheci três caras que me conquistaram não só com o papo, o primeiro foi o Renan (43 - Vila Andrade), o Adilson (35 - Ipiranga) e o Inácio (53 - Butantã), o primeiro já tinha conversado já faz um bom tempo, só não recordo qual foi o assunto (e como não sou assinante do manhunt nunca saberei), marquei e fui os conhecer (em dias diferentes), de pacientes a apressadinho ainda continuo virgem (não dou no primeiro encontro.. kkk) apos conversarmos aconteceu o meu primeiro beijo, a minha primeira chupada, e como era de se esperar também fui chupado… (com qual isso aconteceu?) contarei em um próximo post. (morram de curiosidade).


Então é isso, voltarei a os pouco para o blog, não sei se será como antes, um post semanal ou se será quinzenal, mas o importante é que estarei por aqui, darei uma olhadinha nos posts antigos de vocês (já xeretei alguns) Dos três o que mais conversa comigo via Whatsapp é o Renan e em uma dessas ele me convidou novamente para uma “visitinha”, irei! Sua companhia me faz bem, espero que seja recíproco, se não for, bola pra frente, fiquem em paz e até a próxima.


Eu sou o pedro que não é Pedro, e esse foi mais um “OGM
Toda semana pela manhã, ou assim que possível
E nunca se esqueça, a gente se vê por aqui

DEZ HOMENS

< POSTAGEM ANTERIOR - PRÓXIMA POSTAGEM > Nessa minha curta passagem pelo mundo adulto (entende-se vida sexual ativa) Só cheguei ...