ZOIANDO

quinta-feira, 23 de março de 2017

NÃO SOU MAIS VIRGEM?



Estou eu aqui mais uma vez para falar de macho, até porque é só sobre isso que eu falo mesmo! (parece até que eu entendo do assunto) o que bem poderia ser verdade, só que não! Tenho 28 anos e só agora (entende-se mês passado) foi que rolou o meu primeiro beijo (entende-se lambida) cá pra nós, aquilo não foi um beijo, eu deixei a boca entreaberta e o cara fez o serviço (ele me disse que foi bom, mas como dizem por aí, não se acredita em um homem de pau duro), dias desses eu relato esse acontecimento (sim, eu já tinha prometido na postagem anterior!) paciência.

A duas semana atrás ( resolvi sair do hiato por motivos já citados anteriormente, hoje estou aqui porque no último post foi me indagado algo que me fez pensar (não menosprezando os outros comentários, até porque os leio com muito carinho e atenção). Lá foi dito que se eu já tinha feito e recebido oral não poderia mais me classificar como virgem (será mesmo?) O que define de fato se uma pessoa é ou não virgem? Foi com essa pergunta que me aventurei nesse mundinho chamado internet. (fiquei mais confuso ainda) Sou de uma época que só existia sexo e ponto (no caso penetração). Mas como todos sabemos existem vários tipos de  práticas sexuais que vai da masturbação a penetração anal/vaginal, para muito o sexo oral não passa de preliminares (meu caso).

Não considero o oral como sexo dai ainda me considero virgem (respeito quem o considera como sexo) mas como blog é sobre mim nada mais justo que dar a minha opinião. Quem já conhece o blog sabe que me considero passivo, mas nem sempre foi assim, em um passado não tão distante me descrevia como versátil nas redes, mas com o passar do tempo é pra me poupar das explicações (quem me acompanha nas redes sabe que deixo o mais explicado possível logo no perfil pra deixar o “visitante” sabendo onde está se metendo). Neste tempos de versátil mais passivo ou versátil mais ativo, bi ativo ou bi passivo chega a me dá uma preguiça de tá explicando toda hora que ponho logo passivo e estamos certo, não que eu não vá fazer o papel de ativo nunca, eu não sei, depende do momento e da pessoa, eu não vou dizer nunca, longe disso, só que eu prefiro pau (pode ser que eu não goste de ser passivo, pode sim, mas hoje é assim que estou).

Então é isso queridos leitores, e pra vocês, o que de fato caracteriza como perda da virgindade? Não me venham com aquele papo do rompimento do hímen porque como deu pra perceber essa não é a minha realidade.

Eu sou o pedro que não se chama Pedro, e esse foi mais um “OGM
Toda semana pela manhã, ou assim que possível
E nunca se esqueça, a gente se vê por aqui

4 comentários:

  1. Pelo dito e pelo não dito você continua VIRGEM! OMG! Querido Pedro! O tempo passa não desperdice esta preciosidade!

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Bom, pelo que eu vi, foi o MEU comentário que provocou a discussão, né?rsrs
    Eu sei que sexo oral é um tema meio polêmico sobre ser ou não considerado uma relação sexual.
    Inclusive tenho um amigo que diz que sexo oral não é transar. Quando ele vai pra cama com um cara e só acontece sexo oral, ele diz que não transou, só brincou.
    Eu, sem querer impor nenhuma opinião a ninguém, evidentemente (até porque se eu quisesse impor a minha opinião a alguém eu seria pentecostal, né?), acho que não é por aí.
    Passou de masturbação e teve outra pessoa participando, no meu entender é sexo. Mas cada um entende como quiser.

    ResponderExcluir
  3. Sexo oral, embora haja o termo sexo, é um outro tipo de prática...
    No seu caso, como ainda não rolou penetração, ainda és virgem.

    * Concordo com o comentário do Bratz!

    ResponderExcluir

COLECIONANDO FORAS

< POSTAGEM ANTERIOR - PRÓXIMA POSTAGEM >  No post anterior relatei sobre alguns esquemas que estavam em andamento, e o resu...