ZOIANDO

sábado, 24 de dezembro de 2016

AQUELE CARINHA DO INSTAGRAM


Já faz um bom tempo que aqui estou na blogosfera (não sei o porque mas esse nome não me soa bem) Assim como muito comecei com o já falecido orkut, isso lá por volta  de 2010/2011 (estou em dúvida entre o fim de um e inicio de outro) e depois de mim aventurar nas mais variadas redes por fim me hospedei no Xvídeos a alguns meses... Me condenem? (risos) O meu lado "puta cibernética" aflorou no inicio do ano quando o lado "assalariado" foi mandado pra escanteio e passei a fazer parte das estatísticas (de uma forma negativa é claro!) Mas como só existe uma saída que é seguir em frente, lá fui eu.

De inicio sentindo a necessidade de se conectar com outras pessoas assim como eu (os gays, se você pensou nos desempregados errou feio!) fui onde? Simples, no primeiro local que vem na cabela de um gay, no "bate papo Uol" e logo de cara não gostei (talvez por não saiber manusear direito) Não sei se foi por achar o layout do site esquisito, ou talvez tenha achado o espaço para mensagens pequeno demais, ou foi o fato de ter muita gente conversando nada com nada, é um oi pra cá, um oi pra lá e ninguém se entende, ai você tá lendo uma mensagem e vem mais cem, definitivamente não era pra mim. É quando me vem a cabeça o site do Gay por Acaso, pois lá tinha um bate papo que nunca tinha me aventurado (as vezes entrava só pra ver o que os caras estavam falando) com a cara e a coragem lá fui eu e como não podia deixar de ser, quebrei a cara novamente pois o mesmo não renovou o seu domínio.

O que fazer? É obvio que fui pro twitter, perfil criado e nudes postadas o que me restava era esperar, e foi o que fiz, foram poucos os diálogos e muitos os convites de foda (preciso dizer que não topei?) Foi quando cai de paraquedas no Instagram, repeti o mesmo procedimento que tinha feito no Twitter e por fim descobri que existe a opção mensagens privadas (como sou desenformado!) Conheci muita gente bacana lá, ou que aparentava pois na net quase tudo é lindo. Merecem destaque três caras que por sinal não lembro o nome da maioria.

José era o nome do primeiro (era José alguma coisa...) ele tinha uns quarenta e poucos anos, era mexicano e morava em uma cidade próximo a fronteira dos EUA (que também não lembro o nome...kkk), apesar de não entender bulhufas em espanhol consegui manter uma conversa (é incrível como o espanhol escrito é mais compreensível que oralmente) as poucas palavras que não entendia o papai Google me ajudava (risos) Sempre muito simpático e atencioso lembro até hoje o que ele sempre dizia... "José*** ao seu dispor!... (que fique registrado que ele tinha um pau lindo).

Já o "Jota", o segundo!!! (tenho a leve impressão que o seu nome começava com a letra "j") O jota também digitava em espanhol, tenho pra mim que ele era belizenho, não que ele não tenha me falado é que esqueci (risos) Ele tinha uns 27 anos e pelas fotos me pareceu que era afeminado e apesar de não curtir, com ele era diferente, não sei o porque nem como mas ele me ganhou, não sei se pela  conversa ou pelo seu jeito espontâneo de ser. Ah, ele nunca me pediu nudes nem eu mandei, suas fotos eram sempre normais ou de lugares (oh lugar bonito).

E por ultimo e não menos importante (pois esse é o meu crush cibernético, já citado aqui) Ele é mato-grossense de Várzea Grande, pra se ter uma ideia ele levou tão a sério o nome da cidade que chega a medir 1,90 de altura, certa vez falei que ele me lembrava o Andrew do seriado "Odd Man Out" por ser pescoçudo igual o ator, ele é claro riu (tenho tara por pescoçudos!)  Apesar do fuso de uma hora a menos a gente conversava quase todos os dias e foi através do mesmo que fiquei sabendo que o principal aeroporto do estado era o da sua cidade e que a mesma tem como limite com a capital o rio Cuiabá...

Quando conheci o Emi (vou preservar seu nome) ele tinha 29 anos e era aluno da Univag, ele também nunca me pediu nudes e algumas vezes me mandou fotos de perfil, e eu como fino que sou... (mentira, eu queria mesmo era mandar nudes... kkk) me esquivei e com o tempo também mandei de perfil (o que não faço com frequência!!!) O tempo passou e ele me pediu pra migrar para o seu "perfil pessoal" pois iris excluir aquele pois o mesmo não faria mais sentido e foi o que fiz, só que com o meu pessoal também (preciso dizer que hoje ele não sabe quem sou?) Mas essa não é a intenção de se ter um crush? O antigo perfil em que eramos amigos foi "desativado" por violar os termos e com ele toda uma amizade (tenso). E vocês, contem-me nos comentários sobre os seus crush sejam eles cibernéticos ou não, um abraço e fiquem com uma indicação de música do Emi; "October and April", até a próxima e tenham um ótimo e feliz natal.

Eu sou o Pedro. E esse foi mais um; "O Grande Masturbador".
Todo Sábado as 08h00 da manhã, ou assim que possível
E nunca se esqueça, a gente se vê por aqui!

2 comentários:

  1. Quando eu paquerava pela internet o meu "diferencial" (não que seu seja santo) era altos papos e nada de nudes, e assim criávamos um vínculo bacana...
    Encantei muitos assim embora houve muitos casos de inconsistências e discussões com aqueles que tinham outro perfil e objetivo...

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Vim desejar um feliz 2017!
    Tudo de bom!

    ResponderExcluir

DEZ HOMENS

< POSTAGEM ANTERIOR - PRÓXIMA POSTAGEM > Nessa minha curta passagem pelo mundo adulto (entende-se vida sexual ativa) Só cheguei ...